Blog Homeostase

O seu momento de conferir conteúdos sobre saúde,
bem-estar e qualidade de vida.

Novembro Azul chama a atenção para a saúde masculina

Os homens não costumam investir em saúde preventiva. O Novembro Azul alerta para isso. Exames rotineiros, bons hábitos e exercícios físicos são fundamentais.

Estudos comprovam que os homens precisam prestar mais atenção à sua saúde. Fique por dentro de algumas das doenças comuns na população masculina. A prática de exercícios físicos é um dos caminhos para a vida mais saudável.

Em se tratando de saúde preventiva, a conduta dos homens, em geral, acaba sendo insuficiente. Por isso, a importância de campanhas como o Novembro Azul, que buscam conscientizar a todos sobre uma das doenças mais comuns no universo masculino, o câncer de próstata.

Uma pesquisa do final de 2019 dimensiona numericamente o desafio com que se deparam os profissionais da saúde. O estudo, chamado “Um Novo Olhar para a Saúde do Homem” traz indícios preocupantes. Quase 40% dos homens até 39 anos e 20% daqueles com mais de 40 só vão ao médico quando se sentem mal.

Além disso, o levantamento concluiu que boa parte dos entrevistados não faz exames cardiológicos rotineiros. Foram ouvidos, via internet, 2.405 brasileiros de todas as regiões do país. A sondagem foi uma iniciativa conjunta entre a Revista Saúde, a área de Inteligência de Mercado do Grupo Abril e o Instituto Lado a Lado pela Vida, com o apoio da farmacêutica Astellas.

Que tal você, nosso leitor, aproveitar a proposta desse mês de conscientização para adotar uma conduta mais cuidadosa com a sua saúde?

 

A importância do Novembro Azul

Hoje mundialmente difundido, o movimento Novembro Azul surgiu na Austrália, em 2003. São ações que coincidem com o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. O foco na conscientização em torno dessa doença específica tem a ver com sua alta incidência entre os homens, bem como os significativos índices de letalidade registrados.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) dão conta de que o câncer de próstata representa a segunda maior causa da morte de homens por câncer no Brasil. Em 2017, foram 15.391 vítimas. O Instituto também estima que, entre 2020 e 2022, o país poderá registrar 65.840 novos casos. São estatísticas altamente relacionadas ao descaso dos homens com a prevenção. Afinal, se descoberto precocemente, o câncer de próstata tem chance de cura superior a 90%.

As ações do Novembro Azul buscam, justamente, alertar a população masculina sobre o quão fundamental é manter uma rotina de bons hábitos e a realização dos exames preventivos. No Brasil, o movimento foi encampado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida (LAL), desde 2011, e se alastrou pelo país. Nos diferentes estados e cidades, instituições públicas e privadas e ONGs investem em ações de conscientização.

 

Saiba mais sobre o câncer de próstata

A próstata é uma glândula que compõe o sistema reprodutor masculino e fica logo abaixo da bexiga. Pesando cerca de 20 gramas e com o tamanho aproximado de uma castanha, ela exerce um papel fundamental na produção do esperma.

 

Sintomas e prevenção do câncer de próstata

  • Um dos pontos que faz das visitas regulares ao médico uma conduta tão importante é que, em estágio inicial, os pacientes não costumam apresentar sintomas;
  • Por isso, 95% dos tumores são detectados na fase aguda. Nesse estágio mais avançado, são comuns os relatos de dor óssea e ao urinar, bem como a necessidade de urinar com frequência e a presença de sangue na urina ou sêmen;
  • O único caminho para detectar precocemente o câncer de próstata é o acompanhamento constante com o urologista, para a realização dos dois exames fundamentais. São o antígeno prostático específico (PSA), um exame simples de sangue, e o toque retal. Esse último, em geral, é realizado quando a coleta de sangue indica alguma alteração;
  • As biópsias e ultrassons retais são realizadas se houver suspeita efetiva de câncer de próstata;
  • O indicado, até mesmo pela Sociedade Brasileira de Urologia, é que, a partir de 50 anos, os homens realizem, rotineiramente, esses exames investigativos;
  • Boa alimentação e prática regular de atividade física também são indicadas como medidas preventivas.

 

Fatores de risco e tratamento do câncer de próstata

  • Dentre os principais fatores que, possivelmente, aumentam a incidência do câncer de próstata estão o histórico familiar e a obesidade. A incidência também é maior entre homens negros e com mais de 65 anos;
  • O tratamento depende muito do estado de saúde do paciente e da análise médica em torno da abordagem mais adequada. As opções vão desde tratamento hormonal e vigilância ativa, com o acompanhamento de tumores menos agressivos, até a indicação de cirurgia, quimioterapia e radioterapia.

 

Outras doenças que preocupam

Apesar de o foco do Novembro Azul ser o câncer de próstata, a campanha acaba sendo uma boa deixa para chamar a atenção em torno de outras doenças muito comuns no universo masculino. Algumas delas, inclusive, associadas ao sistema reprodutor – o câncer de pênis é um exemplo.

As doenças cardiovasculares são outro ponto de atenção. Dentre os entrevistados da pesquisa “Um Novo Olhar para a Saúde do Homem”, que citamos anteriormente, 39% declararam-se hipertensos, e 43%, portadores de colesterol alto. Mas ainda assim, muitos dos homens ouvidos no estudo também não consultam o cardiologista.

 

Enfermidades nas diferentes fases da vida masculina

No site do Instituto Lado a Lado pela Vida, está traçado um legítimo mapa das doenças que mais acometem os homens. A instituição aponta as enfermidades características das diferentes faixas etárias, que trazem alguns insights interessantes:

  • Na infância, já surge, surpreendentemente, a pressão alta. Varicocele, refluxo e infecção urinária também são citadas;
  • Dentre os adolescentes, hipertensão e diabetes são bastante detectados. Outras enfermidades mapeadas como comuns são arritmia, prostatite e câncer de cabeça e pescoço;
  • A fase adulta e o processo de envelhecimento dos homens, pelo mapeamento do Instituto, trazem os perigos do AVC e dos infartos. São citados, ainda, diferentes tipos de câncer, dentre eles os de próstata e pênis.

Ou seja, o Novembro Azul é uma oportunidade de ouro para os homens virarem esse jogo, tratando com mais cuidado da sua saúde e qualidade de vida. O acompanhamento médico, aliado ao desenvolvimento de hábitos saudáveis, que incluem boa dieta e atividade física regular, são medidas cruciais.

A Clínica Homeostase é totalmente preparada para apoiar uma rotina de bem-estar e qualidade de vida. Temos profissionais qualificados para atuar na prevenção de doenças e para desenvolver programas de exercícios que apoiem tratamentos de doenças, como as que tratamos nesse artigo.

São treinos personalizados que respeitam o perfil e as necessidades de cada aluno. Quem busca energia, vitalidade e quer cuidar do futuro, tem na Clínica Homeostase o espaço ideal.

 

Matérias relacionadas
Abrir chat
(19) 97600-0134