Prolapso da Válvula Mitral: o que é, causas, sintomas e como tratar

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Tudo o que você precisa saber sobre Prolapso da Válvula Mitral: o que é, quais as causas, quais os sintomas, diagnóstico, tratamentos e cuidados específicos.

Você já ouviu falar sobre Prolapso da Válvula Mitral? Nós apostamos que sim, embora não saiba, conhecendo-o como “sopro no coração”. Hoje vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre Prolapso da Válvula Mitral: o que é, quais os sintomas, como diagnosticar, quais cuidados tomar e como tratar. Vamos lá?

Entendendo a anatomia do coração

Primeiramente, para que você entenda como acontece o Prolapso da Válvula Mitral, é importante entender a anatomia do coração. O coração é um órgão que possui quatro câmaras (dois átrios e dois ventrículos), fica localizando sob a caixa torácica entre os dois pulmões e é responsável pelo bombeamento e oxigenação do sangue por nosso corpo.
Um coração considerado normal possui, além das quatro câmaras citadas acima, quatro válvulas. São elas: aórtica, mitral, tricúspide e pulmonar. As válvulas são estruturas localizadas na saída de cada uma das quatro câmaras cardíacas, e impedem que o sangue bombeado retorne para a câmara que o expulsou, agindo, dessa forma, como comportas.
Desenho de um coração

Como ocorre a passagem do sangue pelas válvulas?

O Prolapso da Válvula Mitral ocorre exatamente em uma dessas válvulas, mais especificamente a que se situa entre o átrio e ventrículo esquerdos (mitral). Essa válvula é composta por dois folhetos que se abrem para a passagem do sangue. Em pessoas que não possuem PVM, o processo acontece da seguinte forma:

Quando o átrio esquerdo se contrai, a válvula mitral se abre, permitindo a passagem do sangue para o ventrículo esquerdo. Ao estar repleto de sangue, este se contrai empurrando o sangue em direção à artéria aorta. Neste momento, a válvula mitral se fecha completamente, impedindo que o sangue retorne para o átrio esquerdo. Ao final da passagem, os folhetos da válvula encostam firmemente um no outro, vedando completamente a passagem.

Afinal, o que causa o Prolapso da Válvula Mitral?

Quando há algum problema no fechamento de uma das válvulas, permitindo retorno de sangue para uma das câmaras, a falha é chamada de regurgitação ou insuficiência. No caso de um problema no fechamento da válvula mitral, é dado o nome de regurgitação mitral.
O Prolapso da Válvula Mitral é um defeito congênito no tamanho dos folhetos, fazendo com que a válvula não consiga se fechar corretamente. Neste caso, um folheto empurra o outro, fazendo a válvula assumir a forma de um paraquedas, causando o prolapso desta em direção ao átrio esquerdo.
Esta é uma das causas de regurgitação mitral, pois os folhetos se empurram e não vedam completamente a passagem de sangue.

Quais os sintomas de Prolapso da Válvula Mitral?

A patologia é, geralmente, assintomática. Quando os sintomas ocorrem, geralmente é devido ao vazamento de uma grande quantidade de sangue para a parte superior do coração através da válvula.
Nesses casos mais graves, é possível que a pessoa apresente sintomas como arritmia, dor no peito, palpitações, ansiedade e pânico, tonturas ou vertigens, desmaios, dificuldade na respiração, falta de ar e fadiga. No entanto, esses sintomas são comuns em diversas outras patologias, portanto a melhor pessoa para diagnosticar é um especialista em cardiologia.

Como diagnosticar Prolapso da Válvula Mitral?

A patologia pode ser facilmente diagnosticada por um cardiologista, que poderá identificar o chamado “sopro” ao escutar as batidas do coração. Para ajudar a definir o diagnóstico, podem ser solicitados exames como ecocardiograma com Doppler colorido, cateterismo cardíaco, radiografia torácica, eletrocardiograma e ressonância magnética do coração.

Quais os fatores de risco para a patologia?

O Prolapso da Válvula Mitral pode ser diagnosticado em pessoas de qualquer idade, mas a forma mais grave tende a ocorrer mais em homens acima dos 50 anos. Pessoas com histórico familiar também têm maior tendência a apresentar PVM.

Prolapso da Válvula Mitral tem cura?

Conforme citamos, a maioria das pessoas acometidas por Prolapso da Válvula Mitral não desenvolve sintomas (e muitas vezes nunca descobre ser portadora), dispensando o tratamento.
Pacientes que apresentam a forma mais grave ou piora dos sintomas podem necessitar internação para observação, administração paliativa de medicamentos (geralmente em casos de PVM associado a outras doenças) ou até cirurgia para reparar ou substituir a válvula.

Sala de cirugia

Prognóstico, tratamentos e cuidados específicos

De acordo com o que explicamos, o prognóstico é bom na maioria dos casos, com uma boa expectativa de vida. Em geral, os médicos não recomendam mudanças graves de estilo de vida. No entanto, a adoção de hábitos saudáveis acompanhados por um profissional especializado torna-se indispensável para uma boa qualidade de vida, como exercícios físicos regulares e uma boa alimentação.
Os principais cuidados a serem tomados durante a prática de exercícios físicos são o monitoramento da frequência cardíaca e da pressão arterial. No entanto, com os cuidados específicos e acompanhamento adequado é possível viver uma vida normal e segura.

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze + 17 =