Blog Homeostase

O seu momento de conferir conteúdos sobre saúde,
bem-estar e qualidade de vida.

Como Melhorar os Habitos Alimentares

A alimentação saudável é uma aliada na prevenção de doenças, trazendo vitalidade e disposição. Confira as dicas para ter uma vida mais longa e com qualidade.

 

Confira dicas de alimentação saudável fundamentais para ter mais qualidade de vida!

A maioria de nós conhece bem os benefícios da alimentação saudável, mas muitas vezes continua comendo mal. Que tal virar esse jogo? Nosso artigo traz dicas fundamentais para você se alimentar de forma adequada.

Como anda a sua alimentação? Apesar de sabermos que a ingestão de alimentos saudáveis tem incontáveis benefícios para a saúde e o bem-estar do nosso organismo, como manutenção de peso adequado, menos risco de colesterol alto e diabetes e melhora no nível de disposição, nem sempre é fácil desenvolver hábitos alimentares saudáveis.

Nesse cenário de pandemia, que acaba provocando estresse e ansiedade, esse desafio acabou se tornando ainda maior para muita gente. Um estudo conduzido pela Fiocruz, em parceria com a UFMG e Unicamp, divulgado no fim de maio de 2020, traz indicativos de piora nos hábitos alimentares dos brasileiros.

Foram 44.062 pessoas entrevistadas e as conclusões apontaram para um aumento entre 4% e 5% no consumo de embutidos e congelados. No caso dos doces e chocolates, o crescimento foi de 6%. Por outro lado, a ingestão de frutas e verduras, em cinco ou mais dias da semana, reduziu-se em 4%.

Nessa fase de começo de ano, costumamos estar mais abertos às novas resoluções, não é mesmo? É uma boa hora para assumir, de vez, a alimentação saudável. Acompanhe as dicas que trazemos neste artigo, e aproveite já as vantagens desse comportamento.

 

Os muitos benefícios de mudar os hábitos alimentares

É verdade que adquirir novos hábitos é um processo que exige decisão, foco e disciplina – o que nem sempre é fácil. Ainda mais se considerarmos o estilo de vida corrido que a maioria de nós mantém hoje em dia.

Durante a pandemia, comer em casa virou parte de uma rotina que se instalou em nossos lares. É verdade que cozinhar acabou tornando os momentos de folga mais divertidos, mas, no dia a dia, é preciso conjugar as tarefas domésticas com as atividades de trabalho e estudo. Um desafio bem dimensionado na pesquisa da Fiocruz que apresentamos logo acima. Dentre as mulheres entrevistadas, 26% relataram trabalho doméstico intenso, por conta do distanciamento social.

Daí a preferência, muitas vezes, pelo delivery, um serviço que chegou a ser utilizado por cerca da metade dos consumidores com acesso à internet, de acordo com outro estudo, divulgado em agosto pela Nielsen/Toluna, sobre novas tendências de comportamento on-line. Os pratos de preparo mais rápido surgem como uma alternativa de ganho de tempo. Fatores que acabam repercutindo numa alimentação mais rica em calorias do que em nutrientes e baseada em alimentos com alto teor de carboidratos e gorduras.

O segredo da boa alimentação, na verdade, está em escolher os alimentos certos, inclusive de acordo com as necessidades de cada organismo. E isso fica ainda melhor quando conjugado à prática rotineira de exercícios físicos. Outro hábito afetado pela crise sanitária que enfrentamos. Segundo o estudo da Fiocruz, até o fim de maio, 62% das pessoas não estavam se dedicando aos exercícios.

São questões a repensar. Veja o quanto você tem a ganhar, investindo em uma alimentação mais adequada:

 

Menos doenças

Boa alimentação significa sistema imunológico fortalecido. Uma equação que ajuda a ficar longe de problemas cardíacos, colesterol alto e diabetes, colaborando, ainda, com a prevenção do câncer. Seu organismo também estará mais apto a combater infecções. Isso sem contar que bons alimentos atuam na regulação hormonal, associada ao bom funcionamento da tireoide, por exemplo.

 

Manutenção e perda de peso

Nesse sentido, além da óbvia contribuição trazida pelo consumo de alimentos menos calóricos, há receitas saudáveis que ajudam na queima de gordura. É uma força extra na eliminação dos quilos em excesso.

 

Bom sono e bem-estar geral

A alimentação saudável ajuda muito a melhorar a qualidade do sono. E esse é um dos fatores que contam a favor de uma maior disposição e energia para as atividades cotidianas.

 

Vida longa com qualidade

Uma dieta bem balanceada, incluindo alimentos antioxidantes, que combatem os radicais livres, previne o envelhecimento. Daí a relação entre a longevidade e nossas escolhas alimentares. Outra vantagem de comer adequadamente é a manutenção de boa atividade cerebral.  Um auxílio e tanto para a vida longa e saudável que todos queremos.

 

Dicas para aderir à alimentação saudável

Os argumentos apresentados são suficientes para a tomada de decisão em se alimentar melhor, concorda? É algo que pode parecer difícil no começo, mas vai ficando mais simples, com seu empenho e disciplina. Afinal, tudo, com o tempo, vai se tornando habitual e prático.

Veja algumas dicas que colaboram para a sua alimentação ser mais saudável:

  • Em primeiro lugar, comprometa-se, verdadeiramente, com a mudança, sem desculpas ou precedentes;
  • A inclusão de alimentos integrais, que são ricos em fibra, na dieta, é super importante;
  • Da mesma forma, é fundamental dosar a quantia de sal usada nas comidas. O caminho é usar pouco sal e investir nos temperos naturais, como alho, cebola e ervas frescas;
  • Alimentação saudável tem tudo a ver com as chamadas gorduras boas. Elas estão presentes nos óleos vegetais dos peixes e das castanhas e também em frutas como o abacate;
  • As frutas em geral, por sinal, devem ser adaptadas à dieta. São excelentes opções para os lanches entre as refeições. Elas também vão ajudar a reduzir o consumo de açúcar, outra medida super importante.
  • Quanto menos frituras e alimentos industrializados você ingerir, melhor. Sempre que possível, cozinhe em casa, para ter mais controle das medidas de sal e gordura utilizadas na sua comida;
  • As bebidas alcoólicas têm alto índice calórico e devem ser evitadas. O consumo da cafeína, encontrada em refrigerantes à base de cola e chocolates, além do café, deve ser moderado;
  • Não cozinhe excessivamente os alimentos. Isso diminui a concentração de nutrientes e ação das fibras;
  • É altamente recomendado beber bastante água. Um organismo hidratado funciona melhor;
  • O prazer da alimentação deve ser cultivado. Por isso, coma devagar, saboreando o que ingere, e escolha um ambiente tranquilo. Essa atitude contribui para você ter uma noção mais exata de saciedade. Fuja, também, dos excessos nas restrições de alimentos. É preciso ter equilíbrio;
  • Outro conselho importante é não pular as refeições. Planejar uma rotina de horários para as refeições principais, incluindo lanches intermediários, ajuda o organismo a criar ritmo, regulando a absorção dos nutrientes e a produção de hormônios.

 

Estando de olho em todos esses passos, você colhe os benefícios da alimentação saudável. Mas lembre-se que a etapa inicial do processo de reeducação alimentar, necessariamente, é uma avaliação personalizada. Cada organismo tem particularidades que precisam ser consideradas.

O nutricionista é o profissional especializado nesse diagnóstico e vai indicar a dieta mais adequada para a sua saúde e o seu bem-estar. Aqui, na Clínica Homeostase, temos um programa específico de reeducação alimentar.

 

Agende sua consulta para o diagnóstico inicial e a criação de um plano alimentar individualizado. É a melhor forma de fazer da alimentação uma aliada da sua qualidade de vida!

Matérias relacionadas
Abrir chat
(19) 97600-0134